Sunday, February 12, 2012

Kevin Williamson comenta o futuro de The Vampire Diaries em entrevista exclusiva

Na terceira temporada de The Vampire Diaries os fãs acompanham semanalmente as coisas acontecerem num ritmo além do normal. As situações mudam a cada instante e a trama fica cada vez mais interessante, aguçando a curiosidade dos espectadores. Stefan era do bem, passou para o lado do mal mas demonstra resquícios de bondade no seu coração de vampiro. Seu irmão Damon está cada vez mais próximo do seu amor, a humana Elena - cópia de Katerina Petrova, tão cobiçada pelo original Klaus, um híbrido de vampiro e lobisomem.

Com uma mitologia bem pensada, The Vampire Diaries também aborda fantasmas e bruxas, um conselho que protege a cidade dos vampiros e agora, um assassino misterioso atacando humanos da mesma forma como se mata um vampiro.

O produtor executivo Kevin Williamson é o responsável por adaptar junto a Julie Plec a série The Vampire Diaries dos livros da escritora L. J. Smith para a televisão. Nascido na Carolina do Norte, Williamson é responsável pelo sucesso da franquia Pânico nos cinemas e tem experiência em triângulos amorosos quando presenteou os fãs de séries adolescentes com a produção Dawson's Creek. Em um coquetel no Television Critics Association Press Tour, ele falou um pouco sobre The Vampire Diaries - a terceira temporada e o futuro do seriado.

Confira a entrevista:


Nós já conhecemos a família do Klaus, o pai Mikael interpretado por Sebastian Roche - que foi ressuscitado, mas está morta novamente - e a mãe Esther, interpretada por Alice Evans...

Kevin Williamson: Nós também tivemos alguns flashbacks onde temos mostrado toda a família e criamos alguns da mitologia da família original, como veio a ser, quais são seus pontos fracos, quais são seus pontos fortes, e como os vampiros vieram a existir. Nós já fizemos essa história e já está no ar, agora estamos indo para uma outra fase.

Há uma série de questões "pai e filho" nesta temporada, com os quais Bonnie (Kat Graham) e sua mãe (Persia White) e, claro, a vampira Caroline (Candice Accola) Bill e seu pai, interpretado por Jack Coleman, que é tão anti-vampiro que tenta desvampirizar Caroline usando a luz solar como terapia. Tentativas de Bill para fazer Caroline deixar de ser um vampiro parece análoga à algumas técnicas usadas por grupos anti-gays que afirmam ser capaz de "converter" gays. No entanto, Bill como personagem é um homem gay... 

Kevin Williamson: Essencialmente, o pai ser gay não é realmente a história. Ele é um homem gay, um personagem gay. O que estamos fazendo é o seu ponto de vista sobre vampiros. É muito específico. Ele faz parte do Conselho, ele é contra todos os vampiros, mas ele também tem uma filha que é uma vampira. O que você faz? Então é mais da relação pai/filha, ao invés de qualquer outro tipo de história.

Existem outras metáforas com a injustiça social que possa ser vista na história, ao estilo terapia de aversão (fazer a pessoa mudar o que é)?

Kevin Williamson: Eu acho que sim e não, na verdade. Nós realmente temos uma outra coisa a tratar à medida que avançamos, mas não é uma terapia de aversão propriamente dita. Existe uma maneira de frear seus instintos? Se o seu instinto é para o sangue, ou o seu instinto é matar, quer se trate de um vampiro ou um lobisomem, há alguma maneira de aprender a controlar isso? Isso realmente vai para o controle da mente. Uma das coisas que comecei a lançar é sobre um híbrido, Tyler [interpretado por Michael Trevino, o personagem era um lobisomem, e agora é um híbrido transformado por Klaus] atende a Klaus, simplesmente porque foi o escolhido. E assim há uma conexão lá, e é um vínculo que é muito forte e haverá alguma aversão, por exemplo, "como posso quebrar esse laço?".

Como você se sente sobre como a terceira temporada de The Vampire Diaries tem se desenvolvido? Tudo vai como você havia planejado no início?

Kevin Williamson: As coisas sempre mudam quando você começar a quebrar as histórias, mas acho que desde o dia em que  Julie e eu nos sentamos e colocamos pra fora como vamos chegar ao fim de todo o show, ainda estamos no caminho certo. Vai terminar onde sempre dissemos que íamos acabar. E nós estamos fazendo tudo dentro do tempo certo. Nós dissemos: "Isso vai acontecer na segunda temporada, e isso vai acontecer na terceira temporada". E por isso sabemos para onde vamos no final da temporada para lançar a nossa quarta temporada.

Você disse que sabe onde isso tudo vai dar. Quantas temporadas você acha que precisa para The Vampire Diaries chegar ao fim?

Kevin Williamson: Nós poderíamos finalizar em seis.

Você tem algum plano para acelerá-la caso precise?

Kevin Williamson: Sim. Não temos nenhum problema quanto a isso. Vamos nos adaptar se for preciso.

Da mesma forma, você poderia estendê-la além do que você atualmente tem planejado?

Kevin Williamson: Nós podemos estendê-lo sem problemas, mas sabemos que se nós precisássemos de um final, digamos, na sexta temporada, poderíamos finalizar. Nós também poderíamos estender.

Mais alguma coisa que você gostaria de dizer sobre The Vampire Diaries agora?

Kevin Williamson: Eu amo isso. Estou amando essa temporada. Acho que Julie Plec e seus escritores estão fazendo um trabalho incrível, e eu estou feliz que eles ainda me deixe ser uma parte dele (risos).

Entrevista por Abbie Bernstein, do site Assignment X. Tradução por Paulo Victor.

Post a Comment

Ao comentar, não esqueça de colocar seu nome no campo "nome/url". Caso não tenha um site/blog/twitter, deixe o campo "url" em branco. Comentários anônimos não serão aprovados pela moderação.

Category 5

?max-results="+numposts2+"&orderby=published&alt=json-in-script&callback=recentarticles6\"><\/script>");

Category 6

Category 7

 
Copyright © 2014 Séries no PC